O post que é, assim, uma Brastemp

A língua portuguesa passa por processos de modificação por causa das mudanças de hábitos. Duas dessas mudanças são a adição e a derivação com a formação de novas palavras, o neologismo.

A mídia é uma das grandes culpadas por esse processo, com seus bordões e palavras nunca antes escutadas. Inclusive a propaganda.

O neologismo na propaganda é um recurso expressivo que possibilita diferenciar e fixar a mensagem, garantindo maior adesão por parte do receptor.

As palavras não devem ser apenas usadas pelo redator publicitário, mas sim devem ser selecionadas após um estudo delas. O léxico escolhido tem a função de persuadir, seja de forma clara ou dissimulada.

A formação de novos termos na publicidade pode garantir a memorização do consumidor, mas também facilitar a compreensão da funcionalidade do produto anunciado.

Exemplos de neologismo podem ser facilmente vistos nas propagandas da indústria cosmética. Termos como “anti-idade”, “dermocósmetico”, “infiltrante”, “anti-sinais” são derivados de palavras existentes, nas quais foram acrescentadas prefixos que explicam o que o produto faz.

A publicidade também cria novos adjetivos para aproximar o produto do leitor. Por exemplo: a cerveja Brahma chama de “brahmeiro” quem consome o produto.

O nome Brastemp ganha nova conotação nas propagandas da marca. Essa palavra acaba se tornando um substantivo adjetivado pelo contexto. Exemplo: “Comprei uma lavadora que não é uma brastemp”. Brastemp significa lavadora boa. Esse termo foi adotado e é usado até hoje para expressar situações que não são as melhores possíveis, graças a Ricardo Freire.

Ao longo dos anos os neologismos passam a ser dicionarizados, deixando de ser um novo termo e se tornando uma palavra oficializada da língua. Um exemplo é a palavra “fajuta”, criada pelas Havaianas para adjetivar as marcas que a imitavam.

Anúncios

Um pensamento sobre “O post que é, assim, uma Brastemp

  1. Caramba, não sabia que o Ricardo Freire era publicitário, leio todos os textos dele na revista de fim de semana do Estadão e adoooooro! Agora tô entendendo pq! Quem nunca leu vale a pena, os textos tem ritmo, são engraçados, inteligentes, ótimos! ;D

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s