Slogan, a gente vê por aqui (parte 2)

Na primeira parte desse post falei sobre recursos que redatores usam para criar slogans. Já nessa segunda seção, falarei sobre lemas mal criados.

Algumas pessoas acham que para criar um slogan basta juntar palavras que pareçam fazer sentido e causar impacto. Mas na verdade é um trabalho muito mais profundo e cuidadoso.

Muitos desses slogans ruins usam palavras do universo linguistico do produto/marca/serviço, mas mesmo assim acabam errando. Outros nem se preocupam com isso. Não dão posicionamento algum e não ficam na memória do consumidor. Sem contar com aqueles que acabam virando piadinha.

Exemplos:

O papel higiênico Primavera fez o favor de veicular peças com o slogan: “Primavera. No coração dos brasileiros”. A agência Mediterrânea Propaganda e Marketing teve a brilhante ideia de criar essa pérola depois do resultado de uma pesquisa, que mostrou que mesmo depois de tanto tempo fora da mídia a marca era lembrada pelos consumidores. Acontece que papel higiênico não é um produto para se estar no coração. Na verdade é um pouco mais para baixo (para não ser explicita).

A escola de idiomas Wizard também errou. Segundo o site Mundo Marketing, a empresa oferece inúmeros cursos de inúmeras línguas. Porém seu slogan é: “Você bilingue”. Tudo bem que “bilíngue” é uma palavra da rede semântica de idiomas (serviço oferecido), mas por que “bilingue” se você pode formar “poliglotas”?

O Shopping Pinto já tem um nome polêmico, perfeito para piadinhas. Não sei se propositalmente, com a estratégia de celebridades ofuscadas, mas eles lançam este slogan: “Tudo que você mais gosta no lugar que você sempre quis”. Sem comentários, né.

Tem quem acredite que isso não passou de um viral. Vejam aqui

Anúncios

2 pensamentos sobre “Slogan, a gente vê por aqui (parte 2)

  1. qdo iniciei a leitura deste tópico lembrei logo do caso pintos. vc também 😉

    sobre acreditar que foi viral. respondo: fizeram mesmo uma campanha com o ator global, inclusive não suspenderam a veiculação mesmo depois da polêmica. o slogan acredito que foi acidental e não proposital. abraço, gostei do DR.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s