Implantação de metáfora na sua campanha

A metáfora é uma figura de linguagem, que consiste na comparação implícita de dois termos ou retira uma palavra (ou uma ideia) de seu contexto convencional para aplicar num novo campo de significação.

A agência espanhola Double You criou para a Atrápalo, uma agência de viagens e lazer urbano, um concurso cultural com o uso (muito bem feito) da metáfora. As pessoas foram convidadas para realizar um teste de implantação de lembranças que incluía escrever uma frase e para ser selecionado o indivíduo deveria atingir uma determinada pontuação (o regulamento explicava que a frase é que seria avaliada para a escolha do vencedor). Continuar lendo

Anúncios

Ah tá, e eu sou o Washington Olivetto

A ironia é uma figura de linguagem usada para se dizer ao contrário do que se pensa, com o objetivo, entre outras formas, de denunciar, criticar ou censurar. Continuar lendo

Slogan, a gente vê por aqui (parte 1)

Slogan é uma mensagem curta, de fácil memorização e que atribui valores/características a um produto/serviço/marca.

Parece indefeso, mas o slogan é uma arma poderosa na guerra pela mente do consumidor. Continuar lendo

Hora dos reclames do Plim Plim

A criação publicitária usa todos os artifícios possíveis para desempenhar eficientemente seu papel.

As figuras de linguagem também estão à disposição de criativos. Nesse post vou falar sobre o uso da onomatopéia. Continuar lendo

O que os olhos veem a língua não sente

A Wieden+Kennedy usou a personificação para criar um filme comercial para a Coca-Cola Zero.

O filme “Cérebro” objetiva mostrar ao consumidor que a Coca-Cola Zero tem o mesmo sabor da convencional. Para isso, a criação personificou língua, olho e cérebro. O Olho, que pode ver, diz que as duas personagens Línguas estão tomando Coca-Cola Zero. Elas, que não podem ver e têm paladar, dizem que estão tomando o produto convencional. Já o Cérebro, conhecedor de todas as coisas, explica o sabor da bebida. Continuar lendo